Após Divulgação de Vídeos sobre a CNN, James O’Keefe é Banido do Twitter

James O'Keefe, fundador do Project Veritas, em frente a logotipo do projeto
James O’Keefe, fundador do Project Veritas

Coincidência ou não, James O’Keefe, jornalista investigativo responsável pelo Project Veritas, teve sua conta pessoal no Twitter bloqueada para sempre, logo após iniciar a divulgação de vídeos que comprometem a rede de notícias americana CNN. O banimento se deu sob alegação de que O’Keefe usava múltiplas contas para impulsionar seu conteúdo. O jornalista nega e afirma que vai processar a empresa por difamação. A conta institucional do Project Veritas já havia sido banida da plataforma em fevereiro, sob alegação de que divulgava ou ameaçava divulgar informações pessoais sem consentimento.

Nos vídeos divulgados, diretor da CNN revela que a empresa usa o noticiário como arma de propaganda e que um de seus objetivos recentes era derrubar o presidente Donald Trump. Ele também afirma que o medo gera audiência e que por isso exploram as notícias sobre a pandemia de forma sensacionalista. O funcionário chega a dizer que torciam para que o número de morte fosse mais alto.

Diretor da CNN diz torcer por maior número de mortos na pandemia

O Project Veritas tem como foco a exposição da hipocrisia e manipulação da Grande Mídia e das Big Tech, flagradas várias vezes agindo para abafar informações verídicas e impulsionar boatos e conteúdo dúbio, desde que em favor de seus protegidos. As matérias do projeto são produzidas com apoio de whistleblowers (funcionários que delatam supostas ilegalidades nas empresas ou órgãos em que trabalham) ou de repórteres infiltrados com câmeras escondidas. Algumas das empresas já expostas pelo projeto são Facebook e Google, além da CNN.

Nem sempre o jornalismo baseado em denúncias de insiders ou em conteúdo obtido sem consentimento é mal visto pela Grande Mídia e pelas Big Tech. O website The Intercept, costuma publicar conteúdo vazado e denúncias de fontes anônimas, sem sofre qualquer tipo de retaliação. O ex-administrador de sistemas da CIA Edward Snowden, que vazou dados secretos da NSA (National Security Agency) dos Estados Unidos, é querido da grande imprensa. O mesmo se vê com Julian Assange e seu WikiLeaks, que divulga qualquer coisa que lhe caia em mãos. 

A única coisa objetiva no noticiário é a parcialidade das Big Tech e da Grande Mídia.

Diretor da CNN diz que a emissora trabalhou ativamente para derrubar o presidente Donald Trump

Inscreva-se em minha lista:

Receba em primeira mão os melhores artigos e análises sobre política, cultura e sociedade.

Assinatura recebida!

Verifique seu e-mail e confirme a assinatura do boletim informativo.

Autor: Cesar Nascimento

Cesar Nascimento é diplomata. Instagram/Twitter/Telegram/LinkedIn/Revue: cesarapenas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s